Doenças do Pênis

 
 

O pênis pode ser afectado por lesões, inflamações ou infeções, incluindo as doenças de transmissão sexual. O cancer  também se pode manifestar no pênis. Os defeitos de nascença podem provocar dificuldades em urinar e em manter relações sexuais.

A balanopostite é uma inflamação generalizada da cabeça do pênis (glande) e do prepúcio. Esta inflamação deve-se habitualmente a uma infeção provocada por um fungo ou uma bactéria debaixo do prepúcio de um pênis não circuncisado.

A inflamação provoca dor, vermelhidão, edema e pode finalmente levar a um estreitamento (constrição) da uretra. Os homens que padecem de uma balanopostite podem chegar a desenvolver uma balanite obliterante xerótica, uma fimose, uma parafimose e cancer.























A fimose é uma constrição ou endurecimento do prepúcio. É uma situação normal num recém-nascido ou numa criança pequena e costuma ser resolvida na puberdade sem qualquer tratamento. Nos adultos, a fimose pode ser o resultado de uma irritação prolongada. Como o prepúcio endurecido não se retrai, pode afectar a micção e a atividade sexual. O tratamento habitual é a circuncisão.


Disfunção Erétil:

















A Disfunção Erétil, geralmente chamada "impotência sexual", afeta milhões de homens no mundo todo. Acredita-se que 10 % dos homens entre 40 a 70 anos tem alguma forma de disfunção erétil, e apenas 30% procuram ajuda médica. Aos 60 anos de idade, um em cada três homens apresenta impotência, sendo 80% dos casos de causa orgânica. Na disfunção erétil, o homem não tem ou não consegue manter  uma ereção satisfatória do pênis para pode se relacionar sexualmente.

A interrupção do hábito de fumar e o controle do colesterol podem ajudar a prevenir a disfunção erétil de causa orgânica por estarem ligados às desordens vasculares.

Além disso, portadores de hipertensão devem manter um controle rigoroso da pressão sanguínea e os diabéticos devem manter os níveis de açúcar no sangue sob controle.

Como certos medicamentos estão associados à disfunção erétil orgânica (remédios para controlar a pressão, contra a depressão, etc.) é importante informar-se com o médico de possíveis efeitos colaterais antes de começar a usar um novo remédio.

O tratamento é individualizado e varia desde a psicoterapia , passando por medicação oral e em alguns casos com a colocação da prótese peniana.

O médico que acompanha o paciente com disfunção erétil é o Urologista, muitas vezes auxiliado por um psicólogo. Se o paciente tem problemas de ereção significativos e consistentes por três meses ou mais ele deve procurar ajuda, não deixando a vergonha e o embaraço impedi-lo de fazê-lo. Na maioria das vezes a disfunção erétil não é um problema temporário que cure sem o tratamento adequado. Embora alguns casos causados por fatores psicológicos podem solucionar com o tempo, a disfunção erétil causada por fatores físicos é normalmente permanente.



Tumores do pênis:



Apesar do câncer poder aparecer em qualquer parte do pênis, o ponto mais frequente é a cabeça, especialmente na base. Os homens circuncisados raramente sofrem de cancer do pênis. A princípio, o cancer costuma manifestar-se como uma área avermelhada com feridas que não se curam em várias semanas, mas que, normalmente, são indolores. Habitualmente, este cancer é um carcinoma de células escamosas. O cancer extirpa-se cirurgicamente, juntamente com uma pequena área de tecido são que o rodeia. No entanto, o médico tenta salvar tanto tecido peniano quanto possível.